Skip to main content
Serão necessários outros estudos e pesquisas mais detalhadas para verificar até que ponto o estresse prejudica o coração

O excesso de trabalho prejudica o coração

A revista Occupational and Environmental Medicine publicou um artigo que informa algo que todos temíamos: o estresse e o excesso de trabalho prejudicam seriamente o coração. Pessoas que estão sob muita pressão laboral têm mais risco de sofrer infarto ou angina. O estudo foi realizado com mulheres.

60% das participantes estão sob muita pressão no trabalho

Os pesquisadores contaram com a participação de 12.116 mulheres dinamarquesas com idade entre 45 e 64 anos e pertencentes à Sociedade Nacional de Enfermagem. Essas mulheres concordaram que os cientistas do Hospital de Glostrup (Dinamarca) as observassem por cerca de 15 anos.

Segundo o artigo, de todas as participantes do estudo, “60% da amostra afirmou estar sujeita a uma pressão muito ou extremamente alta no trabalho”. Como os cientistas descobriram, esta baixa qualidade de vida resulta em maior risco de problemas cardíacos.

Especificamente, 580 mulheres no estudo tiveram que ser hospitalizadas em virtude de aterosclerose coronariana. Dentre estas, a maioria declarou que estava sob muita pressão no trabalho. O fato de 60% do total de mulheres participantes manifestarem essa condição dificultou a análise. De qualquer forma, os cientistas afirmam que as conclusões são claras, embora precisem ser aprofundadas.

Serão necessários outros estudos e pesquisas mais detalhadas para verificar até que ponto o estresse prejudica o coração. O que parece claro é que um conhecimento popular foi cientificamente comprovado: o estresse piora a qualidade de vida até o ponto de colocá-la em risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *